Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos no Comércio e em Empresas de Assessoramento, Perícias,

Informações  e Pesquisas e de Empresas de Serviços Contábeis de Jundiaí e Região - SEAAC JUNDIAÍ


Home
Twitter
Blog
Ao Pe da Orelha
Base/Atendimento
Presidente
Categorias
Circulares CCT
Jurídico
Homologações
Seaac Destaca
Observador
Associe-se Já!
Faça seu Currículo
Convênios
Fale Conosco

 

CONVENÇÃO 2018/2019

ADMINISTRADORES DE CONSÓRCIOS

 

  NA SEDE DO SINDICATO VOCÊ ENCONTRA A ÍNTEGRA DA CCT - CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 

 

 

CLÁUSULA PRIMEIRA - VIGÊNCIA E DATA-BASE

As partes fixam a vigência da presente Convenção Coletiva de Trabalho no período de 01º de agosto de 2018 a 31 de julho de 2019 e a data-base da categoria em 01º de agosto.

 

CLÁUSULA TERCEIRA - PISOS SALARIAIS

Ficam estabelecidos como pisos salariais os seguintes valores:

para empregado contratado para a função de "office boy", limpeza, copeira e atendimento o valor mensal do piso salarial correspondente a R$ 1.164,58 (um mil cento e sessenta e quatro reais e cinquenta e oito reais); 

para os demais integrantes da categoria o valor mensal do piso salarial corresponde a R$ 1.493,02 (um mil e quatrocentos e noventa e três reais e dois centavos);

Os pisos salariais previstos nesta cláusula correspondem a jornadas de trabalho de período integral.

 

CLÁUSULA QUARTA - REAJUSTE SALARIAL

Os salários de agosto de 2.017, assim considerados aqueles resultantes da aplicação integral da norma coletiva do mesmo ano, serão majorados, na data-base, em 3,61% (três inteiros e sessenta e um centésimos por cento), a título de atualização salarial.

Os reajustes espontâneos efetuados pelas empresas entre 1º de agosto de 2.017 e 31 de julho de 2.018 poderão ser compensados, excetuados aqueles provenientes de abonos salariais decorrentes de lei, término de aprendizagem, promoções, transferência de cargo, função ou localidade, equiparação salarial e aumento real ou meritório.

 

CLÁUSULA DECIMA OITAVA - PROGRAMA DE PARTICIPAÇÃO DOS EMPREGADOS NOS LUCROS OU RESULTADOS – PLR

 

CLÁUSULA DECIMA NONA - AUXILIO REFEIÇÃO

As empresas concederão aos seus empregados, por dia de trabalho, refeição in natura por meio de restaurante próprio ou de convênios ou, alternativamente, fornecerão vale refeição no valor de R$ 21,00 (vinte e um reais), destinada à aquisição de refeições prontas.

 Haverá participação financeira do empregado, baseado no artigo 4º da portaria nº 03, de 1º de março de 2002 no que tange ao custo da refeição.

As empresas que já fornecem auxílio-alimentação ou vale-refeição ficam obrigadas a continuar a fornecer o benefício da maneira e modo já praticados, sem qualquer alteração e respeitadas às estipulações mais benéficas aos empregados, atualizando-se o valor já concedido pelo mesmo índice estabelecido na cláusula de reajuste salarial deste instrumento.

 

CLÁUSULA VIGÉSIMA PRIMEIRA - REEMBOLSO CRECHE

 

CLÁUSULA VIGÉSIMA OITAVA - ADICIONAL DE QUEBRA DE CAIXA

 

Jundiaí, 25 de Setembro de 2018.

 

SEAAC DE JUNDIAI E REGIÃO

Maria Aparecida Feliciani

Diretora Presidente


SEAAC de Jundiaí e Região - Fale conosco! - (11) 4522-4802